Metabolismo, o que é, e como funciona.

Saber um pouco mais sobre metabolismo vai te ajudar à ter um corpo mais bonito e saudável

Nosso corpo precisa de manutenção constante, reparos e geração de energias para alimentação das células.
Funciona como uma máquina mas com a incrível capacidade de reciclar, separar e transformar as diversas substâncias que ingerimos e respiramos em outras substâncias que possam ser usadas em nosso corpo para que tudo funcione da melhor maneira possível.
As células de nosso organismo estão em constantes mudanças e parte das substâncias precisam ser degradadas e novas são sintetizadas para funcionar.
O Metabolismo é esta grande reação química que ocorre dentro das células para manter esta intensa atividade de construir e destruir substâncias através da energia conseguida dos nutrientes orgânicos que comemos.
Temos 2 tipos de Metabolismos em nosso corpo.

abdomens-em-raio-x-em-forma-de-engrenagens-com-funcionários-limpando

Catabolismo e Anabolismo.
Quando se produz novas substâncias como a síntese de proteínas composta por aminoácidos e o processo que resulta em armazenagem de energia se diz que é Anabolismo.
É nesse processo que acontece a construção e a oferta de energia e substratos conforme a velocidade de nossas reações.
Então se diz que o Anabolismo é construtivo, o responsável pela regeneração, crescimento e alguns reparos dos tecidos e órgãos de nosso organismo.
Já a parte de degradação de complexas substâncias em outras mais simples como a destruição das moléculas de glicose e transformação em energia, água e gás carbono é o Catabolismo.
A digestão dos alimentos é um exemplo de Catabolismo porque transforma macronutrientes que estão nos alimentos que comemos em micronutrientes absorvíveis.
Durante as dietas é possível forçar o Catabolismo por que quando o organismo fica sem energia necessária acontece a destruição dos próprios tecidos e reservas existentes em nosso corpo (Gorduras), para a liberação de aminoácidos e glicose que serão transformados em energia.
O Anabolismo e Catabolismo então estão em constante mudanças em nosso organismo para que haja o Metabolismo. Um acontece em harmonia com o outro de acordo com nossas necessidades de Energia ou não.
Então se estamos consumindo um determinado alimento começa a digestão e já vai sendo distribuído os micronutrientes para cada célula conforme à necessidade. Os nutrientes que são úteis mas não são necessárias naquele instante vão ser acumulados em forma de gordura para uma eventual necessidade de energia sem ter o alimento naquele momento para se retirar essa energia.

Metabolismo Basal (ou de Repouso)

Entende-se como a quantidade mínima de energia que precisamos para existir estando em total repouso sem nenhuma atividade relacionada a digestão ou absorção de alimentos.
Esse Metabolismo é considerado quando se exige o mínimo de energia apenas para nos mantermos vivos.
Essa taxa Metabólica de repouso equivale de 60 a 70% de nossas necessidades energética em tarefas normais.
É muito variável seus valores dependendo de alguns fatores pessoais de cada indivíduo.

Metabolismo lento

Ao que parece o Metabolismo Lento é um vilão fictício usado como pretexto por muitos quando não conseguem perder peso usando alguns métodos.
Com exceções de algumas pessoas que tem o biótipo Ectomorfo(comem de tudo e não conseguem acumular gordura) nosso Metabolismo é controlado por nós mesmos através de nossa rotina de vida e alimentação.
Como nenhuma pessoa é igual a outra é óbvio que não tem como dizer que todos que estão acima do peso tem o mesmo Metabolismo.
Cada qual consome uma certa quantidade de energia ao longo de seus dias conforme sua rotina.
Mais é natural que a grande maioria dessas pessoas tem a rotina de alimentação e atividade física bem parecida.
Sem falar em outros fatores que influenciam na vida dessas pessoas como depressão e ansiedade.
Existem casos que o Metabolismo lento é associado à doenças como Hipertireoidismo( em que as glândulas da Tireoide diminui a produção de hormônio).
A glândula da Tireoide é a principal reguladora da Taxa de Metabolismo Basal.
E uma maneira de deixar o metabolismo lento é consumir alimentos ricos em açúcar, massas, pães com farinha refinada, alimentos com aditivos químicos, sódio e corantes.
E também diminuir o consumo de alimentos fazendo dietas forçadas(essas que a gente fica com fome) onde o organismo detecta que está em déficit de proteínas e diminui o ritmo do Metabolismo para economizar energia e com isso a pessoa não consegue o resultado esperado no emagrecimento.
Achei um bom artigo sobre Metabolismo lento que é esse: http://comeceaemagrecer.com.br/metabolismo-lento/ e aconselho à quem estiver interessado em saber mais profundamente sobre esse assunto dar uma olhada.

Metabolismo rápido

Algumas pessoas possuem a característica de queimar muitas calorias mesmo sem fazer exercícios ou sacrifícios de comer o que não gosta.
Essas pessoas tem o Metabolismo Rápido e por isso tem dificuldades em ganhar peso.
Quem possui mais massa muscular geralmente tem o Metabolismo mais rápido comparando se com quem não tem músculos e não pratica atividades físicas.
Pesquisas mostram que para se manter os músculos é necessário 3 vezes mais energia do que para manter as gorduras.
O Metabolismo rápido ajuda à resolver muitos problemas em nosso organismo pois queima as gorduras mais depressa, limpa as toxinas, faz com que o processo digestivo seja mais fácil, acelera o trânsito intestinal ou seja a pessoa vai mais vezes ao banheiro evacuar e com isso proporciona uma boa saúde.
Geralmente as pessoas que possuem esse biótipo tem níveis de energias aumentados, sentem calor constantemente, sentem fome mais vezes, alterações hormonais e transpiram com mais facilidade.
A grande dificuldade para quem tem o metabolismo rápido é geralmente de estética e cada vez que emagrece por ficar doente ou qualquer outro problema sofre para conseguir ganhar peso.

Quais as vantagens de se conseguir controlar seu Metabolismo?
Entendendo mais sobre o Metabolismo é bom tanto para quem quer ganhar peso como também perder peso por isso tentar controlar é uma grande vantagem.
Se você leu esse artigo até aqui viu que o Metabolismo lento ajuda à aumentar gordura em nosso corpo ao passo que o acelerado faz queimar essas gorduras.
Como tem muita gente buscando formas de deixar a obesidade fora de suas vidas pode se dizer que atualmente esta tendo muitas pesquisas e testes nesse sentido procurando ajudar à resolver esse problema da sociedade.
Nossos hábitos geram um estímulo que obrigam o Metabolismo à reagir para fazer a máquina do nosso corpo funcionar o mais perfeito possível.
Toda ação tem uma reação e nem sempre é a que gente espera.
Temos o mau conceito de que coisas boas de se comer é o que gostamos do sabor e também de tentar facilitar tudo do jeito mais fácil e rápido ou seja quando temos que ir em algum lugar mesmo que seja perto vamos de carro.
Coisas boas de se comer são as que são saudáveis e devemos comer um pouco mesmo que não gostemos e também ensinarmos nossos filhos à comerem.
Mas nunca é tarde pra recomeçar e a boa notícia é que é perfeitamente possível mudar nossos hábitos e tem muita gente fazendo isso e melhorando sua qualidade de vida.

Salmão assado, guarnecido com aspargos tomate com ervas.

Como acelerar meu Metabolismo e queimar mais gordura?

Um grande erro que tenho observado em vários artigos sobre maneiras de emagrecer são algumas dietas com alimentos de baixo valor nutritivo, principalmente de manhã quando estamos em jejum e nosso corpo precisa de combustível para repor energias.
Realmente quando se passa um certo tempo sem comer nosso organismo entra na fase do Catabolismo e começa a queimar as gorduras em busca de energia e também aciona automaticamente o modo economia, diminui o Metabolismo e tenta manter as reservas energéticas, na realidade não se perde gorduras assim.
Então o ideal aqui é se alimentar várias vezes ao dia em intervalos pequenos tipo de 3 em 3 horas, assim o corpo manterá o metabolismo a todo vapor queimando as calorias e até usando mais energia para fazer essas digestões.
Um café da manhã saudável bem como uma refeição leve à noite antes de ir para a cama deve fazer parte da rotina de quem deseja realmente perder peso.

Então é bom criar o hábito de Diminuir ao máximo o intervalo entre as refeições com quantidades menores e em períodos menores inclusive à noite um jantar balanceado ajuda bastante. Pular refeições é uma péssima ideia.
A água também tem papel fundamental para acelerar o metabolismo pois no ato de beber ja obriga o organismo à usar energia para adaptar sua temperatura à do nosso corpo e se estiver gelada melhor ainda.
Também auxilia o trabalho do organismo e na falta dela o organismo perde a eficiência e o metabolismo cai.
Além de acelerar o Metabolismo a água também ajuda à limpar toxinas e o sódio.
Então também é muito bom Beber bastante água e uma quantidade bastante recomendada na maioria dos artigos sobre acelerar o metabolismo é: 8 à 10 copos por dia.
Procurar fazer exercícios aeróbicos ou no mínimo aquela caminhada até a padaria ou um supermercado para comprar poucas coisas que dá para trazer na mão ajuda bastante à queimar calorias e acelerar o metabolismo.

Procure consumir alimentos com proteínas pois são muito importantes para acelerar o metabolismo porque faz com que demore mais a digestão dos carboidratos e isso obriga o organismo à consumir mais energia além de ser usada para construir músculo.
Alguns alimentos muito citados também são; Gengibre, Pimentas, Canela, Chocolate amargo, Chá verde, Peixes que associados à outros alimentos que consumimos, por efeito Termogênico ou Estimulante vai ajudar nosso metabolismo.

Cetose

A cetose foi identificada pelo Dr. Alfred Bauer em 1962 e é um estágio no catabolismo que ocorre quando o Fígado converte gorduras em ácidos graxos e corpos cetônicos, que podem ser usados pelo corpo para energia.

A cetose nada mais é do que um estado normal do metabolismo, que ocorre na ausência de glicose. É bastante diferente da cetoacidose, condição decorrente da diabetes, devido à ordem de grandeza da concentração de corpos cetônicos no sangue. Tipicamente, os valores para cetose nutricional ficam na faixa de 0 a 5 mmol/L, enquanto na cetoacidose eles são na faixa de 15 a 25 mmol/L.

A cetose acontece quando o organismo usa os depósitos de gordura como fonte energética (quando não há mais glicogênios).

A cetose é induzida por dietas baixas em carboidratos, ou mesmo em condições de jejum prolongado.

(Wikipédia)

Então como descrito na Wikipédia devemos diferenciar a Cetose da Cetoacidose.

A Cetose é o processo de forçar o organismo a queimar as gorduras armazenadas e usá-las como combustível para conseguir energia.

A Cetose através do metabolismo faz nosso organismo produzir corpos cetônicos fora da gordura para produzir nossa energia vital.

Isso acontece se houver pouco acesso à Glicose que é sabido ser a fonte mais fácil e preferida de combustível de muitas células de nosso corpo.

Já a Cetoacidose é uma condição de quem tem Diabetes, mais comum na tipo 1 não controlada e muito raramente na tipo 2, onde o sangue é inundado com corpos cetônicos.

Assim o sangue fica muito ácido e causa complicações na saúde.

Qual sua finalidade .. qual suas vantagens, benefícios?

Um efeito comprovado pela ciência que essa dieta muito popular atualmente é sua eficiência para perder peso.

Pesquisas comprovam que dietas cetogênicas tem 2.2 mais eficácias nos processos de emagrecimento em relação as dietas com restrição calórica e outras desse tipo.

Recomendo esse Ebook que explica em detalhes a Dieta Low-Carb.

Ebook-120-verdades-sobre-a-dieta-low-carb .                                                             As 120 Verdades Sobre A Dieta Low-Carb

Se consegue uma perda de peso maior na primeira semana devido à grande eliminação de água de nosso corpo.

Nas semanas seguintes é onde percebemos o peso real que estaremos perdendo que será bem menor que do início.

Desvantagens..

1-Um sintoma chato que acontece quando se começa a dieta é a “Halitose”, um gosto ruim na boca e o hálito fica desagradável.

Isso ocorre pelo nível alto de cetona, mais precisamente a acetona, que está sendo expelida na urina e através da respiração.

Dá pra contornar com balas ou chicletes sem açúcar naturalmente, até o organismo estabilizar e este inconveniente sumir.

Também há relatos de redução de apetite no decorrer das dietas cetogênicas, principalmente quando se aumenta a ingestão de proteínas e vegetais e também devido as mudanças de hormônios de fome em nosso corpo.

2-É possível que sintamos uma certa fadiga na primeira semana, razão pela qual algumas pessoas desistem de continuar a dieta.

Essa fadiga é normal por que estamos forçando nosso organismo a adaptar-se a uma maneira diferente de produzir energia depois de muitos anos acostumado aos carboidratos.

Como conseguir?

A Dieta Cetônica ou Low-Carb, é diferente das demais seguidas para emagrecer onde se cortam as calorias, aqui o foco é não ingerir produtos que contenham Carboidrato. Com a ingestão moderada de proteínas e calorias e reduzindo drasticamente os carboidratos se obriga o organismo entrar na Cetose.

Para se conseguir entrar neste estado metabólico tão desejado

é preciso controlar os alimentos que comemos, ou seja, precisamos um pouco mais que força de vontade.

alimentos-com-carboidratos

Determinação é a palavra certa, focar em todas as vantagens em se ter um corpo mais magro que são várias e compensam um pouco de sacrifício de nossa parte.

Procurar dormir bem, não se estressar, não ficar com ansiedade e fazer cada dia mais atividades físicas é o segredo para acelerar o metabolismo e conseguir cada dia mais saúde, disposição e diminuir nossas gorduras indesejadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.